quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O tempo e as jabuticabas.

Como choveu um pouco a noite, o dia amanheceu radiante!  Muito sol,  passarinhos numa linda sinfônia, e um suave perfume  de flores das árvores frutíferas como:  mangueiras, laranjeiras...  Mas a vedete do dia é essa jabuticabeira.  Ao vê-la lembrei-me de um texto de Rubem Alves sobre o tempo e as jabuticabas.


Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo.
Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio. Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que, apesar da idade cronológica, são imaturos. Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde “tiramos fatos a limpo”. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa…
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.
.O essencial faz a vida valer a pena. 
(Livro "Do Universo à Jabuticaba) Rubem Alves.

  Estou nesse ponto da vida. Quero cada vez mais viver a essência.
  Passamos a vida inteira tentando driblar os rótulos e nos ver livres deles.
  Chegou a hora de abandoná-los e viver...  Viver simplesmente  a  essência.


Deus por meio da natureza nos oferece  belezas  e as vezes  deixamos passá-las  despercebidas.

Venham comigo contemplar essas belezas e saborear essas doces jabuticabas...
Tenham todas (os) um dia radiante cheio de alegrias e bençãos!

28 comentários:

  1. Bom dia!

    Olha vendo essas imagens eu lembro da minha infãncia na casa da minha vó, lá tinha um pé enorme de jabuticaba que ficava pretinho de tanta jabuticaba que tinha ficavamos todos comendo de baixo do pé, mas infelismente este ano foi cortado!

    Bjs; Nini e tenha um lindo dia!

    ResponderExcluir
  2. A natureza é maravilhosa, assim como as misericórdias do Senhor, hoje a tarde vamos colher algumas destas juntas e saboreá-las, eu vc e a Babi!! Bjos!!

    ResponderExcluir
  3. Imaculada, vc não existe, tão fina, elegante e sensível...srrsr
    Por aqui em Bh não chove há mais de 80 dias e minha jabuticabeira está começando os botõezinhos, mas com a falta de chuva...sei não!
    Lindo texto e me fez refletir.
    Bjs, lindeza.

    ResponderExcluir
  4. Eu queria é estar aí e ficar comendo. Nada como uma jabuticaba tirada do pé! Meu marido adorava e qdo ele era vivo, aos domingos íamos pelos sítios comprá-las. Na padaria, bem em frente, na calçada tem um pequeno pé e eu adoro pegar de lá. Tenha um lindo dia.

    ResponderExcluir
  5. eu so como jaboticaba se for no pe, senao nao tem graça! quanto ao poema, excelente escolha e excelente pensamento....ja to pensando assim ha algum tempo....ainda nao to no caroço da jaboticaba mas to perto, entao ja é bom ir treinando e so dar importancia para a essencia! bjo bjo

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, esse texto do Rubem é maravihoso, temos que ter tempo somente para as coisas que valem á pena.
    Que linda essa jabuticabeira, toda carregadinha, dá água na boca.
    Como você disse tão bem, vamos viver a essência, não deixemos as belezas passarem despercebidas.
    Beijos e uma linda tarde pra ti!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde amiga!
    Eu em Vim Pensando um pouquinho no meu sonho.
    Visite o Link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html
    Muito Obrigada!
    Abraço Amigo
    Atenciosamente
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  8. Oi, querida... Nossa... já vai mais de 20 anos que não via uma jabuticabeira! Só sei que ainda existem pois em agosto os supermercados nos oferecem essa delícia em pequenos pacotes à preço de ouro... depois da chuva, elas são divinas! Huuuummmm... Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Fico feliz de encontrá-la em meu cantinho! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  9. Ola!! Hoje vim aqui visitar esse cantinho que eu estou adorando e encontrei esse texto! Eu já tinha lido, mais agora salvei pq adoro ele!
    Otima noite!
    Bjo Bjo

    ResponderExcluir
  10. Ola Imaculada,adoro jabuticabas temos alguns pés aqui na fazenda,mas este ano não caregaram muito ,deve ser por causa da chuvarada,choveu demais por aqui,o seu esta lindo e bem carregadinho,beijos fique com Deus

    ResponderExcluir
  11. Querida,
    Que dê vc sempre doces jabuticabas para acalentar a vida dos irmãos que sofrem a dor da solidão da alma!!!
    Bjs de paz

    ResponderExcluir
  12. Amo esse texto. Tb estou nessa fase. Aqui choveu o dia todo. Minhas jabuticabeiras estão carregadas mas como choveu pouco acho que vão ficar miudinhas. Amo essa árvore. É linda carregadinha.
    Grande beijo pra vc.

    ResponderExcluir
  13. Esse texto é lindo e saber apreciar cada um dos presentes que a natureza nos dá é divino! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  14. Oh, que jabuticabeira linda! Aqui no quintal de casa há uma... eu acho maravilhoso.
    Acho peculiar que, a fruta nasce no tronco.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  15. boa noite minha amiga !
    como é gostoso admirar uma jabuticabeira...nos falta adjetivos para expressar melhor o que ela nos causa...
    Bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
  16. adorei o texto.....que saudades da casa da minha mãe, o quintal era grande tinha 3 pés de jaboticaba, eu e minhas primas subiamos no pé para chupar, com poeira e tudo....e a gente não tinhas nada das bactérias e virus que se tem hoje.....beijos

    ResponderExcluir
  17. Ola,querida amiga.
    Quero te agradecer por deixar recados carinhosos no meu blog e tambem dizer da inspiradora e linda mensagem no seu post.Tambem preciso de uma jabuticabeira no quintal da minha vida e desse tempo de reflexao e atitudes firmes.Meu tempo se esgota,mas a vontade de ser verdadeira se mantem intacta e resoluta.Grata pelo belo texto de Rubem Alves,que nos faz refletir e agradecer pelo tempo de nossa vida terrena.Fique em Paz.zenaide storino.

    ResponderExcluir
  18. Imaculada como eu gosto de vir aqui, tua delicadeza e sensibilidade, nos conquistam e encantam, amei as fotos, ontem por coincidência minha filha me deu suco de jabuticaba, nunca havia tomado, adorei! bjos querida, obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
  19. Amo jabuticabas. Como com casca e caroço. Não perco nada.
    O pé de jabuticaba, só vi 1 vez na minha vida. Achei diferente. Parece que o tronco está com catapora.

    ResponderExcluir
  20. Realmente, as jabuticabas estão radiantes.
    Imac, viver simplesmente viver...é tudo.
    Bom dia
    Xeros

    ResponderExcluir
  21. Ah minha linda, obrigada pelas fotos. Acabei de voltar à infância. Minha tia morava em um sítio e logo na saída da cozinha tinha dois pés de jabuticada, era muito bom...Beijos querida.

    ResponderExcluir
  22. Oi..obrigada pelo cometario no Tessitura.
    Vpu te seguir.. te convido a conmhcr meu outro blog: mdfbf.blogspot.com

    Adoo jabuticabas..seu texto maginifico.. tenho um pé de jabuticaba no meu jardim...

    ResponderExcluir
  23. Nossa que lindo! E não é que esse pé de jabuticaba tem muito anos ensinar. COmo será que está a minha bacia de jabuticabas hem? Fiquei com água na boca e, ao mesmo tempo agradeci a Deus por ter o privilégio de poder saborea-las. Lindas fotos, lindo texto e linda reflexão. a senhora é realmente demais. Bjs MI

    ResponderExcluir
  24. Mais um motivo pra eu te admirar tanto: vc é de setembro rsrsrs. Beijos no S2.

    ResponderExcluir
  25. nunca vi pé de jaboticaba. Só vejo em fotos.
    A natureza é bela mesmo.Adorei as fotos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  26. Olá Imaculada. Antes de tudo quero agradecer sua visita e obrigado por me seguir. Sabe,pelo texto de sua postagem percebi que é uma pessoa muito especial e com muito conteúdo. A jabuticabeira é linda. Eu também tenho aqui em casa só que este ano ainda não tem frutos.Um grande abraço pra vc

    ResponderExcluir